RSS

Alento

12400690_930951906992623_560769475103913874_n

 

Queria o gosto por estar vivo…

Com tanta angustia me cativando

Sinto a alegria correr perigo

A cada sonho que vai minguando…

 

A estrada é longa e pelo caminho

A vida exige e vou deixando

Planos frustrados pelo destino

Ou seja lá  que nome damos!

 

Cada aborto de pensamento

Gera na carne mais um espinho

Que dilacera tudo por dentro

E vai matando devagarzinho…

 

Qual “morto vivo” vou empurrando

Vida a fora essa carcaça

Entre os viventes cambaleando

Tudo é cinza, meio sem graça!

 

Erguendo os olhos dos meus escombros

Buscando esperança e novo alento

Vi entre frestas o sol brilhando!

Lembrando-me que o Criador Supremo

 

Os seus está sempre velando, guiando e protegendo!

Das aflições, segue afirmando: “Tende bom ânimo,

Com fé Eu venci, com fé vais vencendo”!

 

Por Lu Marinho

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 19 de fevereiro de 2016 em #DESTAQUE

 

Lobo Mal

Apresentação1

 

Bem-querer, sonho bom, enredo!

Abriu-me todas as vertentes

Fez-me verter

Solene, rasteira, estupidamente.

Por entre os dedos, os desejos, os segredos…

A meia-luz, a meio-som, amei-o- sal da tua pele…

 

Meu sonho bom, meu lobo mal…

Doutro animal,

Quê nos afasta, nos distingue, nos difere?

Esse pecado original?

O medo do apocalipse?

Do meu ou teu juízo (A)final?

Dos sete, a crise?

 

Nos degredos de aceitar sua fuga

Derramou-se o sentimento em poesia,

A cada gota de suor, eu te vertia

E nosso cheiro entranhado no meu ser

Me faz viver nosso momento todo dia!

Eternidade dura o tempo que quiser…

 

No afã de fugir dessa loucura

Árduo trabalho, achar pro teu veneno, cura!

Provar pra minha mente, que menti demente e sem culpa,

Inventa toda e qualquer desculpa

Que esculpa teu rosto outra vez, e outra vez acredito!

Mesmo que perca a voz gritando a plenos pulmões!

Coração ignora o que digo

Mantendo no cerne incutido teu cheiro, teu gosto, tua figura…

 

E ébrio dessa saudade padeço

Freguês ou refém, quem sabe?!

Encadeando no tempo, por pura maldade

Aquele único, singelo momento-eternidade!

Que a memória elegeu o monumento

E o desejo emoldurou, pendurou na parede do tempo

Sob o dorso desse fiel pensamento

Que alimento sem repouso!

Enquadrando-me assim na terra do nunca, do sem fim!

Nessa formidável história de trancoso.

 

Por Lu Marinho

 
5 Comentários

Publicado por em 2 de fevereiro de 2016 em #DESTAQUE

 

Prêmio Dardos

prc3aamio-dardos

Prêmio Dardos é uma espécie de selo virtual criado em 2008 pelo escritor Alberto Zambade, autor do blog Leyendas de “El Pequeño Dardo” El Sentido de las Palabras. Ele selecionou e indicou o selo a quinze blogs que ele considerou merecedores do prêmio, os quais também indicaram outros 15 e assim sucessivamente, criando uma imensa corrente na internet.
O objetivo do Prêmio Dardos é reconhecer os esforços de blogueiros, a cada dia, para transmitir princípios culturais, éticos, literários, pessoais etc., manifestando a criatividade através de seus pensamentos presentes em suas palavras e textos.

Regras do Prêmio Dardos
Indicar os blogs que preencham os requisitos acima para receber o prêmio.
Exibir a imagem do selo.
Mencionar o blog de que recebeu a indicação e pôr o link dele.
Avisar aos blogs escolhidos.

Indicações para:


Blog do Jetro

Indo e Vindo

Condenado por Voltaire

Aurorar

Digavando

O Armário do Cris

Interlúdio e Poesia

Ler, escrever e viver

Compasso Lento

Casa Inabitada

Maressando

O Ponto Afinal

Sacudindo as Ideias

José Antonio Jacob

Varal de Poesia

 

Indicado por:
Gustavo Roubert (Gustavo Roubert)
Meu gentil amigo a quem agradeço a indicação do prêmio, escreve divinamente, sou suspeita pra falar porque sou fã, mas, é a pura verdade! Dono de uma invejável capacidade de expressar a magia do sentir, além do senso inteligentíssimo de humor que arrebata e arrebenta! Fico lisonjeada com a indicação, me faltam as palavras para expressar minha gratidão. Sinto-me duplamente honrada, pela indicação e por ser indicada por alguém a quem admiro a competência com que nos transmite seu trabalho. Obrigada por tudo Gustavo Roubert!

 
13 Comentários

Publicado por em 30 de dezembro de 2015 em #DESTAQUE

 

Nas farpas da saudade

cupido-en-paro

 

Em visita ao amor ultrajado

Jogado num canto, esquecido.

Quase que deteriorado

Dos meus desenganos, vencido.

 

Abri a porta, polido.

Temendo o que iria encontrar…

Muitos poemas esquecidos

Poeira em todo o lugar

 

Rabiscos de um rosto amigo

Que um dia tentei esboçar

E atrás do tempo perdido

Entre incontáveis, sei lá…

 

Um semblante conhecido

Identifiquei no lugar,

E ironicamente sorrindo

Não fez surpresa ao me olhar.

 

Cumprimentei a saudade

Convidei-a pra sentar

Trocamos amenidades e

Entre farpas a me remocar…

 

– Aquele amor tão valente

Que o mundo queria enfrentar

Diga-me querida amiga,

Onde é mesmo que ele estar?

 

– Que tristeza dizê-lo aviltado

Destronado e abatido

Pelo abandono sentenciado  

Nas próprias chamas, consumido.

 

Justifiquei: assim quis o destino,

Ou qualquer coisa que o valha,

Transformá-lo em desatino

Num fio de esperança vaga.

 

Deixou escapar num gemido

Como num terço a debulhar,

Se casassem o amor e o destino

Como iriam me alimentar?

 

Rosnando, falou-me entre os dentes:

– Pobre do homem que amar.

 

Por Lu Marinho

 
7 Comentários

Publicado por em 15 de setembro de 2015 em #DESTAQUE, ♥ POESIAS ♥, CONTOS ♪ ♫

 

Tags: , , , ,

A forja

matriztierra

De tanto me virarem de ponta a cabeça

Hoje, não sou mais a mesma;

De tanto acharem que suporto indelicadezas

Hoje, não sou mais a mesma;

De tanto tentarem contra minha natureza

Hoje, não sou mais a mesma;

De tantos avessos postados na mesa

Hoje, não sou mais a mesma;

De tanto traírem algumas certezas

Hoje, não sou mais a mesma;

De tanto confundirem minha gentileza

Hoje, não sou mais a mesma;

 

Hoje, não sou mais a mesma

Hoje, sou mais a mesma não

Hoje, mais a mesma não sou

Hoje, a mesma não sou mais

Hoje, a mesma sou mais não

 

Hoje, em mais nova versão

Algumas certezas encontro em reforma

Outras mais firmes serão

Ao passo em que a vida me forja.

 

Hoje, além de quem era,

Sou mais outras tantas que a vida me deu

Relicário de versos e acordes

Que um velho poeta engenhoso escreveu.

 

Por Lu Marinho

 
2 Comentários

Publicado por em 3 de setembro de 2015 em #DESTAQUE

 

TAG Descobrindo NOVOS BLOGS

tag-descobrindo-novos-blogs

Indicada por Gustavo Roubert. Obrigada Gustavo!

⇒REGRAS:
Responder às perguntas realizadas por quem o nomeou.
Criar 10 perguntas para os blogueiros indicados responderem.
Nomear de 3 até 10 blogs para esta tag e lhes avisar sobre a nomeação.

PERGUNTAS do Gustavo:

01 – Pergunta clichê: por que você criou um blog?

Não criei, um amigo criou porque achou que eu tinha talento pra escrever e que deveria expor…rsrs

02 – Pergunta simples: normalmente, qual a sua motivação para fazer uma publicação?

Os leitores, sem eles não haveria sentido.

03 – Pergunta altruísta: no que você pensa quando está tirando uma selfie?

Ah, registrar algo que me deixou feliz. Daí, divido o sorriso com quem não está perto…kkk

04 – Pergunta trabalhista: o que é o seu talento para você?

Um cano de escape! Às vezes um antidepressivo poderosíssimo! E sempre um portal para outras dimensões. ;P

05 – Pergunta familiar: você já ou ainda vive como os seus pais?

Vivi até meus 18 anos. Era feliz e não sabia…kkk

07 – Pergunta moralista: você é a favor ou contra o sexo antes do casamento?

Sou a favor do livre arbítrio.

08 – Pergunta cética: o casamento é algo que se contrai ou que se comete?

Acredito que seja um mix dos dois.

08 – Pergunta religiosa: Quem é Deus para você?

O poeta-mor, apaixonado incansável, que me ama incondicionalmente, apesar de mim…

Simplesmente tudo!

09 – Pergunta prolixa: se pudesse inventar uma pergunta para si, quais seriam ela e a resposta?

Se você pudesse ter um poder qual seria? Queimar naturalmente as calorias…hehehe

10 – Pergunta distraída: se o mundo acabasse hoje, o que você faria amanhã?

Possivelmente, estaria “mortinha da silva”…kkkk

 

PERGUNTAS aos indicados:

01- O que seu blog representa pra você?

02- No que ou em quem se inspira para escrever?

03- O que mais admira numa pessoa?

04- O que mais te irrita?

05- Quem é seu autor favorito e se pudesse, o que lhe perguntaria?

06- A obra de quais poetas e/ou escritores levaria para ler numa ilha deserta?

07- O que espera realizar na vida?

08- Qual ou quais seus cantores preferidos e que música te arrebata?

09- Quanto a espiritualidade, no que acredita?

10- O que faria hoje, se soubesse estar com os dias contados?

 

Blogs Indicados:

Interlúdios e Poesias

Ler, escrever e viver

Compasso Lento

Casa Inabitada

Aurorar

BELA MARGARIDA CASOU COM SR. BARÃO RATÃO

Cassuísmo

Sacudindo as ideias

Valise de Palavras

Meninos Sem Juízo em Versos

 
10 Comentários

Publicado por em 27 de agosto de 2015 em #DESTAQUE

 

Pretérito Indefinido

novo-rumo

Não quero pensar em futuro

Isso é coisa que ninguém detém

Simples, quero a beleza do ar puro,

Que respiro junto ao meu bem.

 

Não anseio planos de flores

Elas murcham em meio ao vão

Eu prefiro a alegria do hoje

Que plantar fantasia e colher ilusão.

 

Não cobiço sonhos de algodão doce

Que dissolvem qualquer coração

Aproveito tudo, como se fosse

Nossa última (em)carn(e)Ação…

 

Não me cabe conjugar infinito

O que só o presente define e convém

Nosso pretérito nunca foi definido

Perfeito, imperfeito, futuro ou além.

 

Por Lu Marinho

 
4 Comentários

Publicado por em 17 de agosto de 2015 em #DESTAQUE