RSS

Dicotomia

21 abr

12974477_968109766640289_4909335170662499561_n

Vagam alguns pensamentos nus

Sob os muros da minha consciência

Acalento de sonhos incomuns

A um coração que perdeu a inocência!

 

Átomos de uma vaga esperança

Bailam e cintilam no ar

Arrebatando a minha criança…

Meu adulto não sabe acatar.

 

Uma hora sou todo alegria!

Noutro instante a tristeza é meu par

Vivo morta nesta dicotomia

Sem saber qual dos dois agradar.

 

Se acatar, a criança me guia.

Aprisionando-me num eterno sonhar,

Mas o adulto me condena e sentencia

A realidade que não posso inventar!

 

Por Lu Marinho

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 21 de abril de 2016 em #DESTAQUE

 

Uma resposta para “Dicotomia

  1. Tríccia Araújo

    17 de julho de 2016 at 11:39 AM

    Muito bonito seu espaço… adorei seus poemas.

    Abraço,
    T.A.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: