RSS

*Loa

13 nov

Com um AM(…)R que não se cansa

Junto enfado no meu peito

Mesmo sem lenha a velha chama

Ainda arde, não tem jeito!

 

Desiludida de te merecer

AM(…)R, que me amputou a vida,

Vejo a esperança vazia, esvaecer,

Desfazendo-se fibra por fibra.

 

Mas, este AM(..)R é planta resistente,

E como o musgo na fenda da rocha medra,

Este louco apega-se e se prende

A tez hostil de um coração de pedra!

 

Lu Marinho

 

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 13 de novembro de 2012 em #DESTAQUE

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: