RSS

Ao Remetente…

04 ago

 

Saudade do que não vivi,

do que apenas habita meus pensamentos…

Saudade perversa, que trás teu nome no vento,

que em meu peito pousa e monta acampamento…

 

Saudade do que senti,

e que esconde-se dentro do meu silencio,

que desfaz de mim… teima em existir,

tornando-me por tua presença sedento…

 

Saudade que de súbito me invade como pés de vento,

que me viola a alma com seu querer violento

me consome a calma, torna minha vida um tormento…

 

Saudade torna ao teu remetente,

faze-o por um dia que seja sentir, o que meu  coração sente,

quem sabe assim lembre-se de mim, e de te me isente…

 

Por Lu Marinho

 

 

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 4 de agosto de 2012 em #DESTAQUE

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: