RSS

Sem Palavras

11 jun

Sem palavras

 

Fugiram-me as palavras, quando tentei explicar

Essa coisa que me invade, rouba minha paz, meu ar

Faz-me padecer de insônia, pelos cantos suspirar…

Que mal será esse meu Deus, que nome poderia dar?

 

As horas passam sem graça enquanto tento achar

As palavras que assim possam isso tudo elucidar,

Palavras que descrevem tudo, onde as posso encontrar?

Se o dicionário ficou mudo e nada mais pode falar…

 

Com o dicionário calado e o vocabulário indeciso

Como poderei explicar o que se passa comigo?

Sumiram todas as palavras parece até um castigo…

 

E sem as palavras adequadas pra definir o que sinto

Sou como bala perdida sem alvo e sem destino

Completamente embaralhado, totalmente em desatino…

 

Por Lu Marinho

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 11 de junho de 2012 em #DESTAQUE, ♥ POESIAS ♥

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: