RSS

Deus me estraga com mimos…

18 maio

 

Deus me estraga com mimos…

A caminho do trabalho com o coração meio apertado, o olhar meio perdido e um tanto chateado com a chuva fininha que molhavam meus sapatos, deparei-me com uma cena que me arrebatou…

Avistei de longe um pequeno garoto parado no meio do nada, como se estivesse no melhor lugar do mundo… me aproximei lenta e curiosamente e participei de um momento único….

Estava ausente totalmente… absorto, extasiado de prazer… talvez numa terra longínqua onde nada poderia alcançá-lo… nem as dores, nem os medos, nada… naquele momento era ele e a chuva… olhos fechados, cabeça levemente inclinada como se quisesse absorver cada pingo daquela chuva mágica que banhava o seu rosto infantil… sua expressão era de paz, uma paz infinita, inenarrável…

Me perdi diante daquela imagem, fiquei parado ali nem sei precisar por quanto tempo… talvez horas, talvez dias… na verdade anos… fui imediatamente arremessado aos meus tempos de criança… viajei na velocidade da luz, e revivi tantas sensações que não sei como couberam naquele breve parêntese de tempo que se abriu diante de mim…

Era como se a paz ganhasse um rosto naquele momento… e tudo o mais fosse pequeno diante daquela cena indescritível… o pequenino se deliciava ao som e toque da chuva que mais parecia-lhe um alimento… maná do céu!!!…(pensei) ainda hoje o recebemos… mas cegos, de olhos vidrados no dia a dia e no futuro que talvez nem venha a existir, passamos despercebidos pela grandeza e generosidade dos presentes inigualáveis que recebemos de Deus todos os dias…

Uma voz suave rompeu o silêncio que nos envolvia naquele momento…

▬ Pedro!!! Sai da chuva, você vai ficar doente menino…

Seus olhos se abriram dentro dos meus, e vi dentro daqueles par de olhos cor de céu um recado de Deus: Filho, estarei convosco todos os dias até a consumação dos séculos.

Pedro entrou em casa… durante o pequeno percurso ainda voltou-se pra mim e sorriu, ele percebeu o quanto mexera comigo aquela cena… dividimos algo fora da rotina, além da retina, além dos olhos viciados na mesmice do mundo comum… naquele momento fizemos uma viagem única, juntos sem nos conhecer, unidos sem nos tocar… partilhamos a paz das coisas simples, impercepitiveis no cotidiano agitado do dia a dia…  Senti-me presenteada e agradecida naquele momento… os problemas, as incertezas, as dores… perderam o foco, o destaque  de agora em diante é a certeza que nunca estive ou estarei sozinho… segui meu caminho, e a vontade era de soltar o guarda-chuvas…

 Por Lu Marinho

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 18 de maio de 2012 em #DESTAQUE, ↑ REFLEXÃO ↓

 

2 Respostas para “Deus me estraga com mimos…

  1. Jettro7

    18 de maio de 2012 at 3:41 PM

    Preciso urgentemente aprender com você como escrever desse jeito Lu… estou verdadeiramente sem palavras…. Maravilhoso…. Gracioso… Divino… …

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: